Caderninho da Gabriela Pegurier


AS VOLTAS QUE A VIDA DÁ

Depois de tanto tempo e de tantas mudanças, é possível retomar de onde se parou?

Tudo é possível! Prova disso sou eu aqui, hoje... Depois de 1000 anos sem escrever neste blog que um dia tanto amei, eu voltei! Na verdade, só para dizer que estou indo, de novo e de vez. Mas quero que você venha comigo! Como num video game, a vida é feita de fases e vou precisar de você nesta nova etapa. Dizem que a fase seguinte é sempre mais complexa do que a anterior. Se é mesmo eu não sei, mas estou topando o desafio! Nada de game over, muito pelo contrário, o jogo está só começando! A partida vai começar dia 8 de março de 2016 no COZINHA 123, site e canal do Youtube.

Aliás, foi por causa de um outro "jogo" que toda essa história aconteceu. O reality Cozinheiros Em Ação 2, do qual participei em 2014, foi certamente um divisor de águas importantíssimo na minha vida. Ter vivido aquela experiência única, comandada pelo Olivier Anquier e os jurados top chefs Monica Rangel, Ivan Achcar e Renata Vanzetto no Canal GNT fez tudo mudar. A culinária, que até então havia sido coadjuvante, passou a ser protagonista do meu show.

Depois do programa no GNT, fui chamada pelo canal para fazer 08 programetes da marca Philadelphia. Entre um take e outro, me dei conta que era aquilo que queria fazer dali para frente! Em 2015, eu e meus parceiros (Tokyo Content e Shot Filmes) montamos o projeto para ser lançado agora em 2016. O Cozinha 123 ensinará o beabá da culinária caseira. Lá, eu ensino como aprendi. De um jeito informal, como me foi passado pelas minhas avós, tias e mãe.

Vem comigoo... No caminho eu explico!

tocando no player enquanto eu escrevia>>



Escrito por escrito por Gabriela Pegurier às 16h07
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




MOQUECA BAIANA

O que é mesmo que a baiana tem?

Minha amiga Isabella diz que a baiana tem dendê e dengo. Eu concordo. Aquela nascida na terra ensolarada entre Minas Gerais e Pernambuco tem um borogodó gostoso que tempera, sem igual, a vida e o prato dela.

Eu não sou da Bahia, mas minha avó materna era. E, por isso me permito falar com uma certa propriedade quando o assunto é “baianidade”. Gosto de pensar que herdei um pouco do jeito dela de ser, mas isso é a mais pura fantasia da minha parte. Na verdade, a sua malemolência me encantava tanto, que eu acabava tentando imitá-la. Mas, isso é outra estória que eu conto outro dia.

A história de hoje é outra. É simplesmente uma homenagem que gostaria de fazer aqui para a minha saudosa avózinha e todas as baianas que me inspiraram de alguma forma a ousar na vida e a apimentar minha comida, sem vergonha e com muito amor. Para quem quiser colocar aquele "jeito que Deus dá" na sua panela, segue abaixo a receita da Moqueca de Cação e Camarão que eu preparei há duas semanas atrás, como “prato assinatura” - na 1a. prova do programa de TV "Cozinheiros Em Ação 2” no Canal GNT apresentado pelo Olivier Anquier, na qual terminei vencedora.

Ingredientes (para 4 pessoas):

700g de postas de cação com osso
500g de camarões rosa graúdos limpos
3 cebolas grandes (2 picadas e 1 em rodelas)
3 dentes de alho roxo picados
3 tomates grandes maduros (2 picados sem pele e sementes e 1 em rodelas)
1 pimentão vermelho pequeno (em rodelas)
1 pimentão amarelo pequeno (em rodelas)
1 pimentão verde pequeno (em rodelas)
1 pimenta dedo-de-moça picada
1 maço de salsinha e cebolinha picado
1 maço de coentro picado
1 limão
1 vidro de azeite de dendê (200ml)
2 vidros de leite de coco (200ml)
2 xícaras de arroz branco agulhinha
500g de farinha de mandioca crua
2 colheres de sopa (rasas) de amido de milho
4 colheres (sopa) cheias de azeite
Sal e 
Pimenta-do-reino preta a gosto

Numa panela em fogo médio, refogue ½ cebola e 1 dente de alho picados em duas colheres de sopa de azeite até que estejam transparentes. Adicione o arroz lavado para dar uma leve fritada. Tempere com 1 colher de sobremesa rasa de sal e cubra imediatamente com 4 xícaras de água fervente. Abaixe o fogo e cubra parcialmente a panela com sua tampa (suficiente para possibilitar que o vapor saia pela abertura). Deixe cozinhar até que praticamente toda a água tenha secado e furinhos na camada de cima do arroz tenham aparecido. Apague o fogo, tampe a panela completamente e reserve.

Refogue, de preferência numa panela própria para moqueca (pré-aquecida), 1 ½ cebolas picadas e 2 dentes de alho numa mistura de 2 colheres de azeite de oliva e 2 de azeite de dendê. Quando estiverem transparentes, junte 2 tomates picados (sem pele e sementes) fritando por mais 1 minuto. Junte as postas de peixe (temperadas com sal, pimenta-do-reino e limão) e, logo em seguida, cubra-as com um punhado de salsinha e cebolinha picadas, as rodelas de 1 cebola, dos pimentões e de 1 tomate, a pimenta dedo-de-moça picada, intercalando com os camarões.

Regue tudo com um fio generoso de azeite de dendê e depois cubra com o leite de coco misturado com 1 colher de sobremesa de maizena. Tampe a panela e deixe cozinhar, sem mexer, por 10-12 minutos em fogo médio. Sirva com coentro picado em cima. Enquanto a moqueca estiver cozinhando, esquente uma frigideira com 2 colheres de sopa de azeite de dendê e coloque a farinha de mandioca. Frite tudo por uns 3 minutos e tempere no final com uma pitada de sal. Daí é só servir essa moqueca arretada de boa na panela de barro mesmo, com arroz branco fresquinho e farofinha de dendê em cumbucas para acompanhar!

tocando no player enquanto eu escrevia>>

 



Categoria: Sabor
Escrito por escrito por Gabriela Pegurier às 10h19
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




DE COMER REZANDO

Ajoelhou tem que rezar?

Não sei se isso acontece com você também, mas toda vez que decido começar uma dieta me ataca uma compulsão por receitas de comida em geral. Devoro-as vorazmente em revistas, livros e agora até no Facebook.

Se você é como eu e no terceiro dia de regime delira com um frango assado vindo lhe acordar no meio da noite, talvez “Dez x 10 - 100 Receitas Para Comer De Joelhos”, da chef Carla Pernambuco (dona do Las Chicas e do Carlota), seja uma ótima pedida para você ler na cama antes de dormir. Não engorda e serve para alimentar seus sonhos com dias de mesas bem mais fartas do que as atuais!

Se gula é pecado, então que pelo menos a gente pague por ela de joelhos com delícias para se comer rezando... Amém.


 

"Nem vem com garfo que hoje é dia de sopa."

tocando no player..



Categoria: Sabor
Escrito por escrito por Gabriela Pegurier às 22h32
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




FELIZ PÁSCOA

Já dizia a mãe de Forest: "Life is like a box of chocolates... you never know what you're gonna get". Realmente, a gente nunca sabe o que a vida nos reserva, mas que o receio do desconhecido nunca sirva de empecilho para que se desista do que se deseja.

Seja lá o que for que você busca, torço para que você encontre o que procura.


tocando no player..



Categoria: Sabor
Escrito por escrito por Gabriela Pegurier às 01h26
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




CAFÉ NA CAMA

Bom diaaaaaaa! Que o seu dia seja doce e preguiçoso como todo feriado deve ser!!!

De mim, especialmente para você.


tocando no radinho de pilha ao lado da cama..



Categoria: Sabor
Escrito por escrito por Gabriela Pegurier às 03h30
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




NARCISISMO 3.0


É impressão minha ou a felicidade hoje em dia é technicolor?

Li um artigo tão bom outro dia que quis compartilhá-lo aqui. Nina Lemos escreveu em sua coluna do Estadão sobre a abertura do aplicativo Instagram para plataforma do Android, até então exclusivo somente para um seleto grupo de donos de Iphone. Ela discute o fato de que alguns vips de Steve Jobs no Brasil aparentemente têm se manifestado contra a democratização dessa tecnologia, com medo de ter seu espaço banalizado pelo clero. A jornalista compara essa atitude com a de crianças de 10 anos que não querem dividir seus brinquedos com os outros. A comparação é relevante, porém só faltou lembrar que, como as crianças, os adultos não nascem sabendo de tudo e que se bem ensinados geralmente aprendem. Não importa o tamanho ou a idade.

Digo isso, porque o que mais me interessou na matéria foi o que estava nas entrelinhas do texto: a pseudofelicidade que estampa as redes sociais hoje em dia. Esse tema tangencia o tal comportamento dos adultos contemporâneos que não sabem dividir suas coisas, descrito por Nina. Se você não esteve hibernando numa caverna sem acesso a internet durante a última década, acho que de repente vai concordar comigo.

Salvo raras exceções, uma boa parte do povo anda pirando demais na criação de seus mundinhos perfeitos dentro da net. E o que é pior, vem perdendo a noção na hora de “dividir” suas incríveis vidas virtuais com os amigos. Aliás, é melhor ir preparando sua autoestima, porque daqui para frente com o advento dessas máquinas modernas e seus filtros maravilhosos, as fotos nas redes mais do que nunca transformarão “qualquer dia triste em um dia bonito. E qualquer festa ruim em festa ótima...”. E se você, como eu, vive uma existência mundana repleta de dias bons e outros nem tanto, vai se sentir pra trás. Não me leve a mal, sou superpró-alegria, mas prefiro mais a real do que a virtual. Apesar de admitir que a ficção pode ser sim bem mais instigante e exitante do que a realidade. Porém, haja carão para tanta perfeição!

A meu ver, aprender a compartilhar com os outros é muito importante, mas saber o que não dividir talvez seja ainda mais fundamental. Afinal, não é porque agora é digital que o filme de alguns narcisistas desenfreados não pode acabar queimado.

tocando no player..



Categoria: Avaliação
Escrito por escrito por Gabriela Pegurier às 17h59
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




DOCE DELÍRIO


Eu sei que ainda é cedo para pensar em sentir frio, mas sempre é tempo de aquecer a alma com doçura... Princilpalmente se ontem, dia em que se ouviu doces mentiras, foi um dia de ouvir verdades difíceis de engolir.

Me disseram que perfumar o chocolate quente opera milagres nesses casos... E, eu acredito em [quase] tudo que me dizem! rs

Lavender Hot Chocolate
2 xícaras de leite integral
90g de cholate amargo (70% cacau)
30g de chocolate ao leite
1/4 c de chá de sementes de alfazema

Chantilly:
1/2 xícara de creme de leite fresco
1/4 c de chá de essência de baunilha
1/2 c de sopa de açucar

Coloque o creme de leite no congelador por 10 minutinhos antes de bater. Depois bata até que fique incorpado (aprox. 1-2 minutos), junte a baunilha e o açucar e bata por mais 30 segundos. Refrigere e reserve.
Aqueça o leite e a alfazema numa panelinha em fogo médio até que comece uma leve fervura. Retire do fogo e deixe que infusão de alfazema descanse por 5 minutos e depois coe o leite, retornando ao fogo junto com os pedaços de chocolate até que derretam. Sirva bem quente com uma generosa colherada do chantilly geladinho que fez. Hummm...verdadeiramente delicious!


tocando no player..



Categoria: Sabor
Escrito por escrito por Gabriela Pegurier às 14h29
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




DE BRAÇOS ABERTOS


Nessa casa não há trancas. Suas portas - como seus braços abençoados - quero crer, estão sempre abertas para mim.

Aqui eu ando descalça, pois conheço cada palmo do chão. Posso percorrer cada um de seus cantos de olhos vendados, sem medo de dar um passo em falso, porque o calor que ilumina seu caminho me guia, aquece minha alma e me abastece de energia.

Seu jeito único de ser - tal qual como me recordo de outras eras – me tranquiliza de que algumas coisas nunca mudarão... Passe o tempo que passar. E que mesmo de longe, o amor entre nós prevalecerá sempre, graças à cumplicidade dos que se pertencem.

tocando na decolagem e no pouso..



Categoria: Avaliação
Escrito por escrito por Gabriela Pegurier às 01h36
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




CORTE E COSTURA

No meio de tanta confusão, é possível reencontrar o fio da meada?

Tenho impressão as vezes, que ao longo do tempo vamos todos meio que perdendo o fio da meada. Aos poucos vamos nos enrolando com as tantas obrigações que acabamos emaranhados pelas demandas do dia-a-dia. Uma questão que dá muito pano para manga, principalmente numa roda de mulheres!

Pensando bem, eu até já soube costurar. Fosse para remendar pedaços ou criar algo novo, eu me lembro que sempre me virava - mesmo que do avesso - mas acabava conseguindo chegar bem até o fim de qualquer linha. Porém, faz tempo que não exercito à arte de ligar os pontos.

Que esses cantinhos aconchegantes sirvam de inspiração para quem, como eu, estiver precisando costurar melhor as coisas em sua vida sem ter de cortar tanto dela fora.

tocando no player..



Categoria: Casa
Escrito por escrito por Gabriela Pegurier às 13h04
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




   PARADOXO

Pode-se viver simultâneamente a tristeza da despedida e a beleza do novo?

É fascinante como a natureza muitas vezes se encarrega de nos mostrar aquilo que a gente tem dificuldade de elaborar com gestos, palavras e atitudes. Ela tem o poder de trazer equilíbrio a boa parte de tudo aquilo que carece ajuste, sem que tenhamos que pedir-lhe qualquer ajuda.

Ontem foi um daqueles dias em que ocorreu esse fenômeno. Ao mesmo tempo que a alegria do verão se despedia de nós cedendo lugar à paz um tanto melâncolica do outono, o calendário anunciava o reinício do ano astrológico festejando as novas oportunidades que despontavam no horizonte.

Uma substituição precisa e sutil de papéis que garante a permanente renovação do mundo e das vidas que transformam ele no presente divino que foi, é e sempre será.

tocando no player..



Categoria: Avaliação
Escrito por escrito por Gabriela Pegurier às 23h05
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




ALTERNATIVA POSSÍVEL

Quem disse que nada ou ninguém é insubstituível?

Se esbarrasse com a pessoa que elaborou essa ideia - que tudo e todos podem ser repostos - eu juro que chamava na chincha! Gostaria que me explicasse de onde saiu tamanha sandice. E o pior é que o dizer viralizou-se através dos tempos e hoje, sai da boca de uma horda de pessoas que eu aposto que nunca parou para pensar o que realmente significa dizer isso.

Coisas em sua maioria e pessoas em sua totalidade são únicas e irreplicáveis. Se perder uma, jamais terá outra parecida. No máximo terá uma alternativa, mas nunca uma substituta para aquela que se foi. É como no caso da alfarroba, ela alimenta, mas nunca lhe dará o mesmo prazer que o chocolate.

Porém se a escolha é necessária e inevitável, pois então que pelo menos ela seja feita da melhor maneira possível...

Muffins de Alfarroba:
2 ovos inteiros
200g de farinha de trigo
200g de farinha de alfarroba
80g de manteiga (pode ser de soja)

200g de açucar
1 colher de chá de fermento
1/2 colher de chá de bicarbonato
1-2 colheres de café de essência de baunilha

Bater tudo e ir adicionando leite até obter a consistência desejada (mais firme). Untar umas forminhas de alumínio com óleo em spray ou manteiga e polvilhar com farinha. Polvilhe açúcar. Assar em forno previamente aquecido, durante 30 minutos. Rende aprox. 15 unidades. Depois de frios, cobrir cada muffin com Nutella ou Doce de leite ou a gosto do freguês!

*receita roubada de Isabella Quadros, amiga do peito que tornou-se a melhor doceira do universo depois de uma promessa pra nunca mais na vida comer chocolate!

Massa para Bolo de Alfarroba:
2 xícaras de farinha de trigo integral
1 xícara de farinha de trigo
2 colheres de chá de fermento em pó
½ colher de chá de sal
¾ de xícara de farinha de alfarroba
¾ de xícara de manteiga (pode ser de soja)
1 ½ xícaras de açúcar mascavo
2 ½ xícaras de leite (pode ser de soja)
2 colheres de chá de essência de baunilha
3 colheres de sopa de passas de uva
Açúcar de confeiteiro para decorar (opcional)
Creme chantilly para servir(opcional)

Cobertura (opcional):
2 xícaras de açúcar mascavo
3 colheres de sopa de farinha de alfarroba
4 colheres de sopa de manteiga (pode ser de soja)
1 colher de sopa de farinha de trigo
4 colheres de sopa de leite (pode ser de soja)
coco ralado a gosto

Misture a farinha, o fermento, o sal e a farinha de alfarroba numa tigela. Bata a manteiga com o açúcar em outro recipiente. Adicione um pouco de leite e bate bem. Junte esse creme à mistura de farinha, a pouco e pouco, alternadamente com o restante leite. Incorpore a baunilha e as passas e misture bem. Coloque a massa numa forma untada com um pouco de óleo e polvilhada com farinha. Forno, a 350°C por cerca de 40 minutos.

Se estiver com preguiça, polvilhe açúcar de confeiteiro e sirva quentinho. Agora se tiver no pique, misture a manteiga e o açúcar numa panela para fazer uma cobertua. Cozinhe em fogo médio, mexendo bem, até o açúcar diluir. Adicione o leite e a alfarroba aos poucos. Bata bem e depois adicione a farinha. Continue mexendo em fogo brando até engrossar. Cubra todo o. Por fim, polvilha com côco ralado.

tocando no player..



Categoria: Sabor
Escrito por escrito por Gabriela Pegurier às 15h43
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




FANTASMAS

Quem canta e dança, todos os males espanta?

Espantoso como na vida adulta continuamos vulneráveis ao despertar esporádico de certos medos juvenis que julgávamos superados. Realizamos que a imaturidade e a estranheza da adolescência, aparentemente adormecidas em definitivo dentro de nós, podem aflorar do nada para nos atormentar de novo.

Tudo bem quando os transtornos afetam somente a nós. O problema é quando mobilizam os outros também. Melhor mesmo é alcançar o interruptor, acender a luz, buscar coragem no fundo do coração e enfrentar a situação.

Se isso por si só não for suficiente, aperte o play>. Nada como um filme com dancinha boba, para espantar os “fantasmas” que por vezes insistem em vir nos assombrar!

tocando no player..



Categoria: Avaliação
Escrito por escrito por Gabriela Pegurier às 03h30
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




TUDO JUNTO E MISTURADO


Quem disse que menos é sempre mais?

Nem sempre... É só espiar a imagem aí em cima, pra constatar que quantidade e qualidade podem andar lindamente lado a lado, juntas e misturadas. Não é para menos que a gente olha e quer é mais, muitoooo mais!

Ok, o minimalismo tem sua hora, mas não agora! Inspire-se aqui.

tocando no player..



Categoria: Moda
Escrito por escrito por Gabriela Pegurier às 01h02
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




SHOE FETICHE


Vale tudo entre as quatro paredes do closet?

Não é de hoje que o mundo sabe da relação profunda e pra lá de promíscua que as mulheres mantêm com seus sapatos. Seja no shopping, na rua ou na intimidade do seu lar rola uma verdadeira orgia consumista, onde adereços de couro e metal são pré-requisitos, mas os de plástico e de silicone também costumam freqüentar!

No maravilhoso e eclético mundo novo dos sapatos, os exageros têm sido muito mais permitidos a elas dentro e fora de seus closets. Sabemos que mesmo sendo ocasionalmente de gosto questionável, a perversão estética das passarelas vai encantar em geral muito mais elas do que suas caras metades. Não que isso seja qualquer empecilho para que elas consumam o seu fetiche máximo.

Dito isso, só nos resta advertir os mais desavisados, de que eles correm o risco de levar uma chinelada, caso não compreendam essa idiossincrasia feminina e ousem censurar essa tara dela.



tocando no player..



Categoria: Moda
Escrito por escrito por Gabriela Pegurier às 02h31
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




BRINDE AOS SENTIDOS


Por que faz sentido brindarmos diante de um momento especial?

Se entregar ao néctar de Bacos requer no mínimo todos os cincos sentidos... Quem sabe até um sexto. Seu aroma nos inebria mesmo de olhos vendados, enquanto seu tom é capaz de instigar nosso olhar a ponto de cegar-nos para o que acontecendo ao nosso redor. O toque do primeiro gole umedece nossos lábios anunciando o sabor que está por vir, aguçando a boca e espalhando-se logo em seguida pelo resto do corpo todo. Mas, a magia só se faz completa ao som do encontro dos copos... Dando “sentido” àquele momento.

tocando no player..



Categoria: Sabor
Escrito por escrito por Gabriela Pegurier às 02h58
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]



 

Gabriela Pegurier, pessoal e intransferível. Estou aqui frente, verso e entrelinhas.

Como o design, a estética e a culinária sempre fizeram parte importante do meu universo, é através deles que me expresso. Meu olhar, meu afeto, minha vida.

Meus relatos aqui são apenas elucubrações sem compromisso sobre o cotidiano e, minhas dicas são o prazer que tenho em compartilhar conhecimento. Coisas que de alguma maneira foram catalizadas em minha mente por algo que vi, vivi ou provei.

Tomara que goste daqui e volte outras vezes para saborear isso comigo. Assim posso lhe contar mais um pouco, sempre!


JUST DANCE

Of Monsters and Men
BELEZA PURA
entre
NO ESCURINHO
CHEF
LINHA DO TEMPO
INTERESSES
  Todas as Categorias
  Link
  Evento
  Citação
  Avaliação
  Objeto de Desejo
  Moda
  Casa
  Beleza
  Lifestyle
  Sabor
BOM DEMAIS
  CHIC Gloria Kalil
  CINEMA EM CENA
  DESIGN SPONGE
  FACE HUNTER
  GLAMURAMA J. Pascowitch
  JAMIE OLIVER Cooking
  MARTHA STEWART Living
  MIXIRICA
  MUKIFUCHIC Design blog
  MUSICOVERY
  MY PREVIEW Fashion blog
  OFICINA DE ESTILO
  REVERBCITY Rock T-shirts
  SANTA MISTURA
  STYLE.COM Online Vogue & W
  TASTE Lifestyle tips
  TIME OUT Online
  THE SARTORIALIST
CURRENT MOON
QUALQUER NOTA
  Avalie aqui o Design.blog



O que é isto?